Click Interiores

Contato
Projetos Click Interiores

A Casa Folha em Angra

Por Tiana Meggiolaro
terça-feira, 14 de junho de 2016.
Em Casa de Praia, Casas e Aptos


Publicidade


Publicidade

No Banner to display



Publicidade

No Banner to display

Já imaginaram uma casa que tem uma forma de uma flor com seis folhas ? Ela existe de fato, e é linda ! Feita para ser a casa de veraneio em Angra dos Reis,no litoral do Rio de Janeiro, para um casal jovem com dois filhos pequenos, o projeto buscou inspiração na arquitetura brasileira indígena.

E se a casa toda fosse uma grande varanda? Foi a partir dessa ideia que o grupo de arquitetos da empresa Mareines-Patalano planejou a Casa Folha, um projeto sustentável de casa de praia. “A estrutura não representa nenhuma folha específica, ela veio da mistura de um desejo de proteção solar e da necessidade técnica. O cliente gostaria que não houvesse hierarquia entre os quartos, todos eles têm vista direta para o mar por conta da inclinação das alas, de 45°”, explica um dos idealizadores do projeto, Rafael Patalano. As suítes tem metragens idênticas.

Nós entendemos a casa de praia como um meio de melhorar e tornar mais agradável a interação do homem com a natureza. Nunca separá-los totalmente. Não há corredores. Há muita transparência e integração entre dentro e fora, quase uma fusão entre eles. Neste aspecto é interessante realçar a passagem do paisagismo pelo térreo da casa, tanto pelo uso de vegetação quanto pela piscina que ao atravessar a casa se transforma em espelho d’água na varanda posterior . Para manter a sintonia com a natureza, o paisagismo foi muito importante. Esta varanda é chama pelo pessoal do escritório como “lounge brasileiro” pela adoção de redes para a área de descanso da sauna, enterrada no terreno que começa a subir a partir desta varanda.

Passada a dificuldade para oferecer uma visão do mar a todos os hóspedes, a próxima prioridade foi garantir a circulação de ar. O projeto aproveita a brisa do mar para refrigerar a área, dispensando ou minimizando o uso de aparelhos de ar condicionado. “O primordial é que ela fosse aberta e, ao mesmo tempo, protegida do sol. Em Angra dos Reis faz muito calor e o que mais gasta energia é resfriar o ambiente”, ressalta o arquiteto. A obra demorou 11 meses para ser concluída. Dela participaram os arquitetos Rafael Patalano, Ivo Mareines, Flavia Lima, Paula Costa, Rafael Tretti e a paisagista Marita Adania.

A parte térrea funciona como um conjunto de varandas. É totalmente aberta, a não ser pelos dois quadrados de vidro – que servem como sala de jantar e home theater – e os dois cubos de madeira, que abrigam uma suíte térrea e a cozinha.

A cobertura funciona como uma grande folha que protege do sol todos os cômodos da casa, assim como os espaços livres entre eles. Esses espaços livres representam a essência do projeto, e como não poderia deixar de ser, são os espaços mais interessantes e mais utilizados pelas pessoas que frequentam a casa. Têm na maior parte das vezes um pé direito muito alto, que chega à nove metros, e permite que o vento dominante de sudeste venha frontalmente do mar em direção e através da casa, provendo a todas as áreas da casa, abertas ou fechadas, ventilação e resfriamento passivo.

Toda a estrutura da cobertura foi feita em madeira laminada de eucalipto, que devido ao seu processo de fabricação consegue ao mesmo tempo vencer grandes vãos ( 20 metros é o maior da casa) com facilidade e refinamento estético. O telhado, devido á sua geometria complexa é feita em pequenas peças de madeira (pinús). O eucalipto, assim como o Pinus são espécies plantadas para reflorestamento e usadas como matéria-prima consideradas renováveis, pela velocidade que atingem o momento ideal de serem colhidas. Todas as superfícies de acabamento da casa, exceção feita ao vidro e ao cobre patinado, são naturais: Ardósia ferrugem em tiras, madeira natural, madeira de cruzeta de poste no piso do térreo, e tramas de bambu.

O uso destes materiais naturais, do vidro e do cobre patinado, que adquire um tom esverdeado e tem vida útil muito longa, e a estética orgânica rica em detalhes e texturas, provocou um fato interessante: A sensação de que a casa, nova em folha, parecer estar ali desde sempre, em grande harmonia com a natureza exuberante de Angra. A sensação de pertencer ao lugar…

Vamos conhecer ?

 

cf-3.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-4.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-22.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

Leaf-House-04.jpg homedsgn

via : homedsgn

 

cf-211.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-19.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-20.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

014.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

mulher.uol mareines_patalano_casa_folha_leo_finotti_f_010

via : mulher.uol

 

cf-21.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-17.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-10.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-9.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-8.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-15.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-13.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-14.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-7.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

casafolhaced18.jpg vidaeestilo

via : mareines-patalano

 

cf-23.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-16.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

cf-111.jpg mareines-patalano

via : mareines-patalano

 

46e708471cd1_casafolha23_patalano

via : mareines-patalano

 

cdb825ef4234_casafolha24_patalano

via : mareines-patalano

 

Slide3

via : google

 

 





Tags

Mais sobre Casa de Praia

Mais sobre Casas e Aptos

Publicidade

No Banner to display