Click Interiores

Contato
Projetos Click Interiores

Salas e Cozinhas da Casa Cor Rio

Por Bia Mayrinck
sexta-feira, 14 de outubro de 2016.
Em Feiras/Mostras, Pelo Mundo


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Ontem a Tiana, minha sócia fez o primeiro post explicando a bela casa que está abrigando a 26.a edição da CASA COR Rio 2016, seus jardins e todos os espaços de grandes arquitetos inseridos nos jardins feitos por Burle Marx.

Como ela falou ontem, vamos dividir em quatro posts os espaços da Casa Cor esse ano. Este é o segundo, mostrando os ambientes de convivência da casa, como as salas, a cozinha e as copas. O próximo post será com os quartos e banheiros e o último mostrará os espaços para comida e comprinhas.

Venha ver como está linda !

 

Living – Paola Ribeiro

 

O primeiro espaço ao entrar na casa é o Hall e o Living da casa, espaço feito por Paola Ribeiro.

Sua marca é a sintonia – entre o clássico e o contemporâneo, o aconchegante e o sofisticado, peças de design junto a outras não assinadas. Paola Ribeiro é puro put together! “Esse espaço permite o exercício da decoração propriamente dita e possibilitou essa integração de referências clássicas com um olhar atual” diz Paola.

 

Via: Angela Falcão – Fotos André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Foto: André Nazareth

 

Varanda – Maurício Nobrega

 

Uma varanda-spa com piscina, ducha com cascata refrescante e deck. Lugar para quem sabe viver – e que sintetiza o estilo bem próprio de morar do carioca. “A ideia é aproximar a possibilidade de ter um espaço moderno em uma construção tradicionalíssima. E fazer do lugar um ambiente usável, que se possa desfrutar”, explica o arquiteto.

O deck reúne três piscinas da iGUi em fibra pastilhada verde, dispostas em níveis diferentes: a primeira como continuação da varanda, outra um pouco mais abaixo e a terceira ainda mais baixa. Por trás, um grande banco com espelho e um nicho para fogo, que aquece o local. Há ainda um cantinho delicioso: uma escada externa ganhou outro deck e um painel de madeira – e sobre eles, uma poderosa ducha, como uma cascata refrescante.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Roca Estar – Carlos Carvalho e Rodrigo Beze

 

Um ambiente sofisticado e luxuoso com a marca do Studio Ro+Ca: ao lado de dourado (nos detalhes em latão) e veludo (no sofá de Marcus Ferreira, da Decameron), uma parede em zigue-zague em duas cores diferentes de mármore cria uma ilusão ao caminhar: ou fica preto ou totalmente branco. O destaque do mobiliário é a reedição da cadeira Vivi, de Sergio Rodrigues, realizada pelo designer Fernando Mendes. Outra peça inédita é a luminária em latão dourado Less, da Lumini, desenhada por Fernando Prado exclusivamente para o espaço. Também merece um olhar atento o lustre assinado pelo italiano Gaetano Sciolari, em cromado e acrílico, da década de 1970 (Loja Teo).

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Sala de Jantar – Gisele Taranto

 

Para que serve uma sala de jantar? Errou quem disse para refeições. Pelo menos não a sala de jantar criada por Gisele Taranto. “Sou inquieta e questionadora. Quero tirar as pessoas de suas zonas de conforto, provocar reflexão. Por isso estamos trabalhando os diversos usos de uma sala de jantar”, diz. Portanto, a sala servirá para refeições. Mas também para trabalho, reunião, religião…e sexo. Como? “Para cada tema teremos elementos surpresa durante todo o evento”, instiga a arquiteta.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Espaço José Zanine Caldas – Zanini de Zanine

 

Convidado pela CASA COR Rio, o Studio Zanini faz uma “intervenção” na edição deste ano. No hall do primeiro andar, o designer Zanini de Zanine exibe, pela primeira vez, a reedição que o Studio fez de peças da Linha Z, produção industrial que José Zanine Caldas realizou entre 1949 e 1955. Desde essa data, os móveis estavam fora de produção. “Vamos celebrar o relançamento da linha com duas poltronas Kid em madeira maciça e estofado em veludo vinho”, explica o designer, que ainda está “descobrindo” projetos antigos do pai. “Era uma época bem diferente, muitos desenhos e estudos estão em vários locais. Vez ou outra ainda encontro algo novo ou raro”, conta.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Family Room – Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge

 

Eles formam uma dupla afiada há 13 anos, desde que abriram a Artis Design+. Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge têm como marca uma linha que privilegia o projeto, com mistura de materiais, texturas e revestimentos e desenho de iluminação que enfatiza o conforto. Mais ainda em uma sala para ser desfrutada por toda a família. “Buscamos inspiração no minimalismo italiano”, diz Rodrigo. “Criamos um espaço com poucos móveis e uma distribuição que permite à família vários usos”, completa Fábio. Em madeira, cinza, preto e tons de verde, o ambiente segue a tendência de se ter “vazios”, com mobiliário na medida do conforto e mais espaço para mobilidade.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Copa Intima – Cláudia Santos

 

O segundo andar do casarão é a área íntima da família. Com direito à copa gourmet criada pela arquiteta Cláudia Santos, um espaço para servir de apoio para pequenas refeições. Inspirado na Nova Inglaterra e no estilo da arquitetura e do design do Maine, o ambiente em tons de nude tem bancada com tampo de vidro da Cinex, objetos e acessórios em cobre e piso em madeira e cerâmica.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Sala da Malu – Joy Garrido

 

Guilherme Guimarães sempre foi o estilista preferido das noivas. Nos anos 1960, era considerado o maior estilista e símbolo de elegância do Brasil. Não à toa, vestia dona Malu da Rocha Miranda, reconhecida por seu bom gosto. Foi daí que Joy Garrido partiu para criar este espaço feminino, misto de escritório, sala íntima e quarto de vestir. Com direito a uma coleção do estilista dos áureos tempos da casa até hoje.

 

Via: Joy Garrido

 

Atelier Detox – Andrea Duarte e Anna Malta

 

Cores suaves em tons de rosados, azuis secos e gelo e uma boa mistura de design e conforto são o conceito do ambiente. Em contraponto à leveza do projeto – com a estante da Florense e a marcenaria de paredes e teto, da Guararapes, ambas desenhadas por elas –, a impactante luminária Dear Ingo, de Ron Gilad para a Moooi (Novo Ambiente). O papel de parede da Orlean e o piso (da fábrica espanhola Aparici) seguem o conceito do ‘industrial detonado’. “Estamos aproveitando toda a estrutura do espaço, alisares, janelas, rodapés. É um restauro do antigo numa linguagem atual, a beleza da imperfeição”, diz Andrea.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Escritório e Sala de Leitura – Mário Santos

 

A inspiração veio nas asas da Panair. Não a música de Milton Nascimento, mas a extinta companhia de aviação, que tinha como principal acionista Celso da Rocha Miranda, dono do casarão. O ambiente do arquiteto reproduz o life style de quem ama livros em plena era digital: folheá-los ao fim do dia, em um ambiente tranquilo e acolhedor. Como fazia Rocha Miranda.

O espaço também é uma homenagem à empresa que ele criou: em primeira mão, Mário Santos expõe objetos, suvenires, maquetes, fotos e documentos da Panair – que depois serão doados ao Museu Histórico Nacional. Um livro sobre o empresário será lançado durante a mostra e estará no espaço para uma degustação. “Tudo remete à ideia de que investir na casa é a melhor coisa que o ser humano pode fazer por ele mesmo. Ela é o lugar de conforto, acolhimento, segurança e descanso, tão fundamental hoje em dia”, diz Mário.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Fotos André Nazareth

 

 Adega – Jacira Pinheiro

 

No subsolo do casarão, a adega original (com paredes e teto abobadado em tijolos maciços da época da construção) foi o ponto de partida para todo o projeto. Pudera: a simplicidade e beleza do espaço de 18 m² impressionam. Jacira assina não só a adega, mas o estar que leva a ela, no piso térreo. “Criei um ambiente usável, real, que possa sugerir ideias a quem visitar”, conta a arquiteta. O mix de peças de design moderno e contemporâneo e outras, seculares, promove a união entre passado e presente.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Sala de Receber – Erick Figueira de Mello

 

Um salão – são 65 m² – para todo mundo ficar junto e misturado. “A casa já tem seu living. Meu ambiente é aquele onde as pessoas se reúnem de maneira informal com os amigos para um jogo, tomar um drinque, comer alguma coisa rápida, bater papo e ouvir música”, conta Erick. Sem divisão de ambientes, a sala comporta um espaço de estar com o enorme sofá Square (da Arquivo Contemporâneo, com 4,80m de comprimento) e poltronas confortáveis; um canto para mesa de jogos; e uma ilha gourmet, com uma cozinha-bar para preparar quitutes. “Se for comparar o clima do lugar com uma bebida, seria um bom uísque; e com uma música… jazz, claro”, diz Erick.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Sala de almoço – Marise Marini

 

Tudo remete ao aconchego da boa comida: marcenaria de alto nível com design vintage, paredes revestidas em tijolo aparente, piso vinílico com aparência de madeira e o uso do tom azul Haia, mais escuro, tornam o lugar acolhedor. Cinza e terracota completam a paleta de cores. O mobiliário mistura a poltrona Scapinelli (de Giuseppe Scapinelli); luminária Mush de Jader de Almeida; e banco Jecker e estante Jatobá assinados por Etel Carmona com móveis do antiquário Arnaldo Danemberg: cadeira francesa em faia e palhinha de meados do século XIX; mesa brasileira em peroba do campo (de cerca de 1900) e porta-tijolos portugueses, móveis de ofício e de cunho campesino do início do século XX, usados como estantes. O armário guarda-louças é assinado pela arquiteta.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Cozinha – Bianca da Hora

 

Uma cozinha não é apenas uma cozinha. É lugar de conversas, trocas e experimentações. E, para Bianca da Hora, os homens adoram. Foi para eles – gourmets e chefs de ocasião – que a arquiteta criou seu projeto. “É um lugar de estar. Uma cozinha moderna, com acabamento de ponta, integrada e equipada para quem gosta de receber”, conta. Para dar um clima mais masculino, o tom do espaço são variações de cinza. E o mobiliário acompanha: lançamento da Florense, os armários têm acabamento que parece metal oxidado; uma adega climatizada foi feita sob medida; a bancada, com cuba esculpida e a frente em Dekaton Korus Solid; e uma estante feita com vergalhão, desenhada pela arquiteta.

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

Via: Angela Falcão – Foto André Nazareth

 

 

SERVIÇO:

 

Período: de 11 de outubro a 20 de novembro de 2016

Horário: de terça a domingo, das 12h às 21h

Local: Rua Marquês de São Vicente, 268, Gávea

Ingressos para visitas de terça a sexta-feira

Ingresso inteiro: R$ 50

Meia entrada: R$ 25

Ingressos para sábados, domingos e feriados

Ingresso inteiro: R$ 60

Meia entrada: R$ 30

Crianças até 10 anos não pagam. Idosos acima de 60 anos e estudantes com carteira oficial pagam meia entrada.

Passaporte único: R$ 150

Anuário : R$ 25

Valet: R$ 30

 

 

 

 

 

 





Tags

Mais sobre Feiras/Mostras

Mais sobre Pelo Mundo

Publicidade

No Banner to display